» Notícias
12/11/2019
Tamanho da Fonte
 

Banco do Brasil está otimista com mercado da carne


O BB Investimentos reiterou seu otimismo em relação ao setor de proteína animal brasileiro. De acordo com a analista Luciana Carvalho, os volumes exportados podem continuar sua trajetória de alta devido a maiores demandas internacionais, principalmente por parte da China, e pelo início de exportação de novas plantas para o país asiático.

Em mensagem no Twitter, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, informou que a China habilitou sete plantas de suínos, incluindo duas da JBS (JBSS3) e uma da BRF (BRFS3), para exportação.
“Vale lembrar que, fora essas conquistas, as companhias do setor também anunciaram parcerias nas regiões do Oriente Médio e da Ásia, o que consideramos um catalisador de crescimento dado o significativo potencial dos mercados halal e chinês”, destacou a analista.

No começo de outubro, a Minerva (BEEF3) anunciou a assinatura de um memorando de
entendimento para criar uma joint venture com os empresários Xuefang Chen e Wenbo Ge na
China.

O objetivo, segundo a companhia, é explorar oportunidades comerciais no mercado chinês, em
particular na importação e distribuição de carne bovina no país asiático.

Recentemente, a BRF informou que irá construir e operar uma nova planta de processamento de
frango na Arábia Saudita.

Crescimento das exportações

Em outubro, as exportações de carne bovina e suína registraram avanço, reflexo das novas
plantas autorizadas pela China, de acordo com o banco.

No mês, o volume de carne bovina exportada subiu 18% na comparação ano a ano, enquanto o
de carne registrou alta de 8%. Adicionalmente, o preço médio no mercado doméstico também
apresentou crescimento, de 11%.

“Além do bom cenário já mencionado, também esperamos resultados decentes no terceiro
trimestre, a ser divulgados nos próximos dias”, disse o BB. Com informações do Money Times.


Fonte: Pecuária.com.br